quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Feliz por nada

Feliz por nada é o título de uma das crônicas deste livro. E muito bem escolhido para representar a coletânea apresentada pela autora. Minha esposa recebeu este livro de presente e eu, metido, tomei o livro e devorei-o. Não de uma hora para outra, porque quem lê três livros ao mesmo tempo, não lê nada de supetão, mas depoucoempouco.