quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Se puede llorar piedras

Música de Homenagem a Picasso, gravado por Raimundo Fagner. Extraída de fita Kassete.
Quem me apresentou esta coletânea do Fagner foi meu amigo Reginaldo Geremias e ao gravar em vídeo quero homenageá-lo e claro, estragar a música.
Gosto dessa música porque ela descreve o cubismo, o bombardeio de Guernica, bem como Pablo Picasso e sua bela criação artística e sua vida de lágrimas de piedras.


Se puede llorar piedras.
Lágrimas como gotas de piedra.
Dientes que caen de los ojos
igual que si los ojos llorasen
dentaduras de piedra.
Nunca el dolor lloró tan gran dolor
lanzando goterones de piedra,dientes y muelas de dolor de piedra.
Rafael Alberti

12 comentários:

  1. Quero comentar essa postagem. Primeiro que recebi um comentário muito legal do Nilzo sobre saudade e boas lembranças. Quando recebi a fita kassete do Reginaldo, minha voz era essa mesma coisa de agora e eu arranhava um violão. Hoje, aproximadamente 20 anos depois de ouvir num toca-fitas CCE vermelho, com dois decks um para gravações, estou aqui postando no blog, num lap top (emprestado do Luiz Napoleão), numa rede wreless, com mouse sem fio. Com isso tudo estou postando lembranças, sonhos e porque não, um projeto de vida de fraternidade.

    ResponderExcluir
  2. Ricardo,

    ficou muito bacana.... de lembranças formidáveis!!!
    adorei sua iniciativa, Vc fez bem em fazê-lo!!!
    Lhe confesso que outro dia qdo vi, no Orkut, chorei em meio as minhas boas e tantas lembranças...

    obrigado por ter-me oportunizado esse momento

    Valeu, mesmo!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nilzo. Como te escrevi por e-mail, lembrei do Reginaldo por termos tido este contato musical, mas a medida que fui cantando, relembrando a letra, preparando as notas musicais, se desenhava minhas lembranças de todos os amigos que apreciaram o Fagner e do sentido que aquele momento histórico construiu nossas emoções.

      Excluir
  3. Ricardo!
    Gratificante ter oportunizado essa postagem, momentos que marcaram não só a evolução tecnológica. Como mesmo dizes: "Lembranças, sonhoS....
    "UM PROJETO DE VIDA DE FRATERNIDADE"...
    Quando ao som
    ...pero...
    Abraços
    Luiz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Luiz Napoleão. A tecnologia "emprestada" por você não foi um ato de Novas Tecnologias, mas um ato da velha fraternidade, que se não andar junto com os novos tempos, eles não passarão de novo sem sabor, sem brilho, sem "alma". A Inovação da tecnologia nada vale se não vivermos em fraternidade, paz e solidariedade. Seu gesto de partilhar é o velho gesto que da sentido as "coisas". Novidades sem fraternidade não tem sentido.
      Um abraço

      Excluir
  4. Beleza Ricardo
    Boa recordação, uma boa letra e belo idioma.
    E vc tb tá bonito.
    Parece o Fagner.

    Luiz Osório

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Luiz. Você é bonito. Espero fazer desta postagem um encontro de amigos e lembranças.

      Excluir
  5. Sebastião Dos Reis Netto12 de agosto de 2011 10:52

    Lindo Poema, Linda Poesia. Também tenho saudades do Reginaldo. Só um conselho. Se gostas de cantar, procures aprender. KKKKKKK.
    Um abração de coração, Tião-Tubarão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tião. Boa piada e já esperava esse humor óbvio sobre minha iniciativa. Trouxe para cá, mesmo não sendo a melhor das vozes, um momento que se repetiu muito em nossas vidas, a roda de viola. Hoje quando toco e canto, mesmo só, sinto sempre parceria dos amigos, cantando juntos, ou numa sala da casa de alguém, em volta de uma fogueira, sentados numa calçada, no grupo de jovens, nas missas, numa serenata. Tenho o grande prazer de saber que não canto bem, mas que ao cantar em grupo, meus amigos não se importavam com meu vocal deseducado. Trouxe para esse espaço abertamente minha limitação sabendo que nossos encontros sempre com violão foram mais significativos que a forma e sim pelo conteúdo do estar juntos.
      Sei que um bom software poderia "arrumar" minha voz, mas não quis fazê-lo.
      Valeu Tião. Saudades de você.

      Excluir
  6. Em tempo: ainda tenho o rascunho da letra, ouvindo e rebobinando a fita várias vezes para poder transcrevê-la. Há alguns erros que foram corrigidos com uma pesquisa em sites de busca.

    ResponderExcluir
  7. Ricardo, minha mãe viu este vídeo e ela adora esta musica. ela disse que voce é um talento, uma alma nobre. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Márcio. Que legal por parte de sua mãe. O sentimento dela por esta música a torna tão nobre que faz com que ela veja em mim um talento. Sua mãe que além de talentosa é também generosa. Um abraço a você e a ela.

      Excluir